Cesar Fujimoto

 

Meus trabalhos recentes estabelecem relações com a arquitetura e com o desenvolvimento urbano das grandes cidades, onde o estado provisório de construir e destruir permanece em eterno ciclo. A cidade sempre me nutriu de informações e experiências para o desenvolvimento dos trabalhos. Os meus deslocamentos e andanças permitiram, por vezes, desachatar determinadas imagens e encontrar fragmentos que constroem o trabalho. A escolha de linguagem – como, por exemplo, o formato de instalações, esculturas ou objetos – é pensada não como um fim, mas como meio para melhor servir à ideia de cada projeto.

A produção desses trabalhos acabaram por suscitar um confronto entre o projeto e o construído. A partir de então, passou a me interessar conceitos como ideal e real, sonho e realidade. A noção de escala, recorrente em alguns trabalhos, passa a ser um elemento importante e não mais apenas um “processo técnico”. O pensar sobre a escala gerou um desdobramento na minha produção, na medida em que me impulsionou a refletir sobre a real escala do homem hoje. Isto porque, atualmente, estamos em plena reconfiguração de nossas referências espaço-temporais.

Desse modo, questões do trabalho que, no início, eram mais ligadas ao espaço físico da arquitetura, hoje, cada vez mais, me instigam a pensar sobre os contextos sociais da vida contemporânea.

www.cargocollective.com/cesarfujimoto

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s